NOTÍCIAS

ECO PARQUE EMPRESARIAL DE ESTARREJA COM ACESSO DIRECTO ÀS VIAS RÁPIDAS - Radio SFM 98.1

ECO PARQUE EMPRESARIAL DE ESTARREJA COM ACESSO DIRECTO ÀS VIAS RÁPIDAS

O novo troço da Avenida Pacopar reforça a competitividade concelhia e regional, com benefícios diretos para as empresas que ganham um acesso direto aos nós da A1 e A29 pelo lado norte. O prolongamento da Avenida Pacopar e ligação à Variante Norte/ EN224 foi ontem aberto à circulação automóvel pelo Presidente da Câmara Municipal de Estarreja, Diamantino Sabina.

Para o autarca, o investimento que ronda os 700 mil euros, financiados em 85% pelos fundos europeus, constitui uma “obra considerável que face à sua dimensão e localização é estratégica para o nosso Eco Parque Empresarial”. Esta “entrada privilegiada”, conforme classificou Diamantino Sabina, vai encurtar em cerca de 2/3 o tempo de acesso às empresas, concretizando a ligação a norte entre o Eco Parque e as autoestradas, quando até agora o acesso se fazia apenas pela entrada a sul. O novo troço – com uma extensão de cerca de 1,5 km é composto por duas faixas de rodagem, separador central e ladeado por passeios – vai entroncar na Variante Norte/ EN 224 de acesso aos nós da A1 e A29.

Hoje, o Eco Parque Empresarial de Estarreja é “um dos parques empresariais mais interessantes da nossa região e até do nosso país. Sinal disso é a procura muito interessante que temos vindo a ter ao longo destes últimos tempos”, declarou o Presidente da Câmara, ao realçar as características estéticas, de infraestruturas e de dimensão da área empresarial estarrejense. 

A empreitada teve alguns contratempos que atrasaram a sua conclusão, nomeadamente o extremamente rigoroso inverno passado, que aumentou os níveis freáticos e obrigou à suspensão da empreitada por mais de 6 meses, mas finalmente o novo troço está pronto para servir não só as empresas, como toda a população.

Acesso à autoestrada num minuto é benéfico para todos

Fernando Ferro, do Grupo Fernando Ferro & Irmão, referia que “torna-se mais fácil e mais rápido, encurtamos tempo, encurtamos distâncias e para quem chega é mais fácil a acessibilidade. Neste momento, saímos da autoestrada e estamos no Eco Parque em dois minutos, é muito bom! Parabéns à Câmara Municipal e ao Presidente. Estamos cá há dois anos e os esforços da Câmara têm sido muitos. As coisas estão resolvidas, é muito bom para todo a gente. Deixamos de andar pelas periferias e conseguimos fazer as ligações diretas sem congestionar o trânsito pelas vias de acesso às freguesias e às populações”.

Também presente na abertura da via à circulação, Jacint Domènech, Diretor Geral da Dow Portugal, afirmava que a ligação agora concretizada “é muito importante para o desenvolvimento atual e futuro do Eco Parque, das empresas que cá estão e das que virão”. O responsável de uma das maiores empresas do concelho salientou os aspetos económicos: “Se poupamos 2/3 do tempo, poupamos 2/3 da gasolina ou do gasóleo e os próprios funcionários que moram no norte podem aceder muito mais facilmente”. 

De realçar outra questão “importantíssima”, a segurança. A nova via vai “minimizar a circulação de camiões no centro de Estarreja o que já é um benefício muito grande para toda a sociedade”. Resumindo, pelas diversas “razões de acessibilidade e económicas e especialmente o tema da segurança” este “acesso à autoestrada num minuto, é um benefício para todos”, conclui Jacint Domènech.

Aos olhos de Diogo Almeida Santos, diretor de projetos da CUF, esta era “uma obra muito desejada e ansiada” e por isso a Câmara Municipal de Estarreja e seu Presidente “estão de parabéns”. O “final feliz no termo de uma obra muito importante para o Eco Parque dá uma visibilidade extraordinária e confere do lado das empresas segurança e rapidez de acesso”, além de diminuir o tráfego de carros pesados e com matérias químicas nas zonas populacionais.

Novos investimentos se projetam

Classificado como um local de excelência pelos empresários, dada a qualidade do parque, as infraestruturas, os acessos e o apoio da Câmara como entidade gestora, o Eco Parque continuará a crescer. O Presidente da Câmara Municipal adiantou aos empresários presentes que “Estarreja vai receber um projeto de interesse nacional”, de grande dimensão promovido pela CINCA, e por isso “vamos ter que construir mais infraestruturas na ordem dos 5 a 6 milhões de euros”, para as quais será necessário financiamento do próximo Quadro Comunitário Portugal 2020.

Inaugurado em 2009, e representando um dos maiores investimentos municipais, na ordem dos 11 milhões de euros, o Eco Parque Empresarial de Estarreja abriu as portas à instalação de pequenas e médias empresas, reinventando o modelo de desenvolvimento económico do município. A infraestruturação da área industrial, até então uma área de pinheiros e eucaliptos, implicou a aquisição de cerca de 3 mil parcelas de terrenos. 




SFM TV